quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Muda de Vida

Muda de Vida
António Variações

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se a vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será te ti ou pensas que tens... que ser assim

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será te ti ou pensas que tens... que ser assim

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver
(…)

5 comentários:

Sofia disse...

gosto e não sai do ouvido, já a estou a trautear.

lol

beijos

Ianita disse...

Mas custa... sentimo-nos confortáveis na nossa pele, na repetição dos dias e das noites sempre iguais... até na repetição das lamúrias, sempre as mesmas... mas dar um passo que nos leve para fora da nossa comfort zone... isso... isso custa!

Kisses

Lita disse...

Nem mais... :)

Sayuri disse...

O Variações é que sabia! Homem muito à frente para a sua época...

Emília disse...

Mudar é preciso, muitas vezes é fundamental!